sábado, 21 de março de 2015

Dicas para você ser uma pessoa mais criativa


"Lá vem o cara chato querendo fazer um texto clichê sobre como ser criativo". Sim, é isso mesmo. Mas não quero dar uma fórmula mágica, nem nada disso, até porque não existe e cada um funciona da sua maneira. O propósito desta publicação é mais para jogar alguns truques na mesa de quem tenta, tenta e sempre acaba ficando preso nas mesmas ideias ou não sai daquela boa e velha preguiça.

Preguiça é complicado, não é? Ela nos faz procrastinar e, procrastinando, nada sai do lugar. Eu tenho algo aqui guardado há meses e ainda não concluí porque toda vez que sobra um tempinho eu digo 'ah, na semana que vem vou ter mais espaço para fazer com calma', então nunca termino. Mas isso não significa que eu não esteja fazendo outros projetos que necessitem de uma mente ativa e pensante. 

Você também deve ser assim, provavelmente. Fica martelando aquela uma coisa e acaba esquecendo de todas outras incríveis que faz durante todos os dias. Tudo bem. Claro, algumas merecem prioridade, mas se maltratar e tentar terminar algo na obrigação só lhe vai fazer piorar as coisas. Faça no seu ritmo e, de preferência, se tiver uma data de entrega, dentro dessa situação em que você estiver inserido. O importante é: largue, mas volte. Voltar depois de uma boa descansada, às vezes, é o necessário para que tudo se restabeleça. Mas lembre-se: não ter inspiração não é desculpa para irresponsabilidade.

Certo, mas voltemos ao nosso assunto principal: como eu administro a minha criatividade?

Gosto de pensar que sou uma pessoa criativa. Se não for, bem, acho que errei completamente a minha decisão de trabalho para o futuro - mas tenho certeza de que este não é o caso. Constantemente tenho ideias e, apesar de não poder colocar em prática a maioria, utilizo delas para que sejam âncoras de outros projetos. 

Para quem não sabe (e para quem sabe), estou cursando fotografia (sim, faculdade. Não é louco?), e ultimamente estou focando todo o poder do meu cérebro para pensar em coisas diferentes nesta área: penso em ensaios, composições, temas para futuras fotos, até mesmo na edição. E por que faço isso? Porque quando estiver em ação vou ter uma boa maquete formada na minha cabeça. 

Entenda: é fundamental pensar. Mas de nada adianta pensar e não levar esse pensamento adiante. Pensar numa ideia e desenvolvê-la internamente é tão importante quanto o trabalho final, já que você precisará de um escopo completo no momento de botar a mão na massa. Pense. Pense. Pense. Se não tiver mais no que pensar, tire o dedo desse smartphone e vá caminhar. Está calor? Não dê bola e continue pensando. Ou pelo menos faça algo que lhe distraia, mas que ative a sua criatividade.

Para mim, ir até a faculdade todos os dias caminhando foi a melhor coisa que já me aconteceu. Eu saio de casa com o propósito preciso chegar em 30 minutos, então nesses 30 minutos vou desenvolver alguma ideia. Nos 30 minutos de volta para casa eu faço o mesmo, completando o que tinha começado. 

Pense em palavras que combinem com o que você quer fazer. "Ah, estou querendo criar um projeto fotográfico no qual farei fotografias minimalistas". Ótimo, você tem o princípio. E agora? Qual pode ser a sua primeira foto? "Bem, acho que para começar, vamos tentar com algo mais fácil: arquitetura". E você começa o seu projeto com uma foto de arquitetura. Depois disso, você tem uma foto a menos para fazer, agora é pensar na próxima palavra-chave. 

Gosto de dar este exemplo para os clichês também. Use todos. Faça uma festa com a maioria dos clichês possíveis. Só assim você se desprenderá deles. Porque, se o clichê ainda permanece em você, em algum momento você terá de gastá-lo. Faça isso o mais cedo possível, não tenha vergonha, e use essa palavra tão clichê para criar algo fantástico.

E como estava falando sobre o curso de fotografia, desde as férias deste ano (2015) resolvi tornar o meu instagram exclusivo para fotos que eu considero bonitas, ou seja, nada de qualquer bobagem que venha à cabeça. De bonitas, quero dizer esteticamente e que me agradem no momento em que as fiz. O meu perfil continua basicamente mostrando pequenos momentos da minha vida, mas com uma visão mais fotográfica, isto é, vou tornar aquele meu livro novo que chegou pelo correio em uma foto bem composta e com uma pequena mensagem. Às vezes não precisa ter uma mensagem, basta ser boa o suficiente para mim. E foi assim que começou o projeto. Nem sempre posto, mas quando faço, provavelmente ocupo uma semana com fotos diárias. E isso fez a minha criatividade estourar incrivelmente. 

         

Diferente de um projeto 100HappyDays, você não está obrigado a publicar algo todos os dias, você publica algo todos os dias porque tem uma necessidade de fazer isso, porque sempre há uma ideia nova para desenvolver. E se não tiver? Bem, não publique. Depois das férias fiquei três semanas sem uma foto sequer - até pensei que tinha perdido a vontade. Não, apenas estava aquecendo para voltar com tudo.

Este exemplo se aplica em tudo na vida: pense, faça e publique. Publique sempre, nem que meia dúzia de pessoas curtam ou que ninguém curta o que você fez. A sua criação deve ser seu orgulho, você quem fez. Nunca deixe os possíveis pensamentos dos outros atrapalharem no que você (!) se sente bem fazendo.

Mas e se algo que eu queria fazer sair completamente diferente?

O importante de criar é que nem tudo vai sair exatamente como você quer. Claro, o propósito deve ser alcançado, mas o resultado pode ser diferente, e isso é bom! Não se prenda unicamente naquilo que você rascunhou anteriormente, deixe a mente aberta para que ela absorva novas inspirações no momento em que você estiver trabalhando - geralmente a equação sai com algo bem mais satisfatório do que você havia planejado. 

Liberte-se.

"Roube como um artista":

Esta é a melhor dica que "eu" posso dar. Inspire-se no trabalho dos outros, até mesmo tente desenvolver algo como essa pessoa fez - sem copiar e colar textos ou salvar a foto e postar como sua, por favor. Isto é roubar. Roubar como um artista é ver algo que lhe agrada e tentar fazer do seu jeito, até que, no final, seja tão seu que ninguém perceberá qualquer semelhança com outros trabalhos. Ter alguém como um modelo para a sua vida é importante. E tenha sempre referências, olhe sites, aprenda, aprenda e aprenda.

Ser criativo não é apenas esperar a mágica acontecer, também é necessário muito esforço e dedicação. 

Por isso, vá e faça. E como falei. Pense! E leia este livro. Sério.

Só não esqueça de anotar tudo:

Sua cabeça não funciona tão bem para a memória? Anote em qualquer lugar. Confie no papel, no celular, no braço. Uma grande ideia pode se perder no vento apenas por descuido.

-

E acho que é isso. Caso eu lembre de mais dicas farei uma versão 2.0 deste post falando sobre como ser criativo. Você também pode colocar as suas táticas nos comentários. :-)

Nenhum comentário:

Postar um comentário