sábado, 1 de março de 2014

Nós todos mudamos


Não é fácil mudar. Não é fácil sair do conforto do quarto com uma mesa ótima, uma cadeira melhor ainda e uma estante de livros que faz o dono ficar observando a quantidade variada das cores que as capas proporcionam. Mas é preciso mudar. É preciso pensar que a vida merece uma sacudida para não ficar sempre a mesma, e abdicar de alguns luxos é apenas temporário para o que virá no futuro. Pelo menos eu quero acreditar que isso vai acontecer.

Se você não conhece muito bem a minha história de escolhas da vida, vou resumir: comecei a estudar jornalismo, mas parei por detalhes que não têm mais muita importância, trabalhei em uma agência de comunicação visual em Erechim e saí para dar início ao meu novo caminho, que seria estudar fotografia em Florianópolis, principalmente porque gosto muito. Ao contrário da opinião popular, eu acho que cursar uma faculdade não serve para escolher o seu trabalho para o resto da vida. Eu não me imagino fazendo a mesma coisa durante quarenta anos, e agradeço por não ser assim. Alguns podem dizer que é indecisão, mas eu prefiro acreditar que a vida é muito mais do que definir o futuro enquanto você tem os seus vinte anos e deve seguir gritando para o povo ouvir 'eu sou a minha profissão' até o túmulo. 

É claro que tudo o que eu estudo é porque de alguma forma vai me ajudar quando eu estiver criando a minha carreira ou seja lá o que acontecer daqui para frente, e é por isso que eu larguei tudo na minha casa para morar em outro lugar, longe de tudo e no desconhecido. 

Mas chega de reflexões. Completei duas semanas nessa jornada e uma semana de aula. Quais foram as minhas impressões?

Bem, estar distante de casa não é difícil, não por enquanto. Sinto falta da família (estou morando com a minha irmã, que também resolveu dar um basta para a vida chata do interior), obviamente, e de todo conforto que construí no meu quarto que era muito útil nas edições de podcasts e todos os outros projetos que eu faço na internet. Ao contrário de Erechim, a rua que eu estou é bastante barulhenta e não lembro mais qual foi a última vez que realmente tive a experiência de ouvir o silêncio. 

As aulas: eu estava bastante desacostumado com estudar, ter colegas em uma sala, ter que ficar em grupos para desenvolver trabalho e, principalmente, ter aulas. Na última vez a minha experiência não foi boa e consigo notar muito a diferença do ensino nas duas universidades. Enfim, foi uma ótima semana com colegas legais - que eu preciso conhecer melhor - e com professores bons. Todos eles. Por enquanto está tudo interessante. Não posso prometer o futuro.

Esse texto foi bem menos do que eu gostaria de escrever há uma semana, e realmente esqueci tudo o que estava na minha mente. Também estou com bastante sono. Praia dá sono? Porque não consigo ficar mais acordado.

Como não tenho mais nada a dizer, fiquem com fotos.

Procure a placa 'Univali' e saiba em qual lugar eu estudo




Comprei o 'Shada'. Acho que seria justo colocar aqui. 
Uma sala de aula.

E comprei o Kobo para facilitar a vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário