quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Nós estamos vivendo a melhor Era da tecnologia


O que me fez ter a ideia para este texto foi o MSN, também conhecido como Messenger, também conhecido como mortinho e enterrado. E, enquanto divagava, tentei lembrar de todas as coisas que acabaram e tudo de novo que surgiu nessa nossa época. Concluí, portanto, que a nossa geração é uma das que mais "sofreram" com essa evolução da tecnologia, porque pegamos um pouco do início e cada passo que os gênios deram para chegarmos onde estamos atualmente. Neste texto vamos tentar relembrar alguns elementos deste crescimento acelerado e debater sobre o que poderá ser o nosso futuro.

Quando eu descobri a internet discada - não lembro a data - involuntariamente o meu cérebro pediu por uma maneira de conversar com outras pessoas, mesmo que esta opção fosse de extrema bizarrice, devido às óbvias razões que o Chat da UOL nos apresentava. Aqueles eram anos escuros e, hoje, apenas parecem uma nuvem em minha mente. Recordo-me dos possíveis abusadores de criancinhas perguntando se eu tinha MSN e a minha resposta era somente: "que diabos é isso?". Sim, demorou até eu conhecer tal comunicador instantâneo. O tempo passou e escolhemos o mIRC para falar com as pessoas... era um pouco mais seguro? Mas devo dizer que foi uma época divertida.

Hoje estamos apenas vivenciando a grande queda do maior mensageiro instantâneo da história: o popularmente conhecido como MSN, já citado no parágrafo anterior. O programa morreu, mas a ideia apenas migrou ao Skype. Não posso dizer que irá vingar, pois percebi que depois do dia 15 de janeiro, ninguém mais acessou a rede. Acho que a Microsoft enterrou este produto. As pessoas não gostam de mudanças, e se já usavam pouco, agora não irão se dar ao trabalho de fazer o download de outro software. A migração será, e já é, para o Chat do Facebook. Simples, lotado e muito mais rápido de se obter resposta. Portanto, em termos de Mensageiros Instantâneos, já é a terceira geração que eu vejo morrer.

E nem é necessário citar os computadores, não é mesmo? Esse é o negócio que mais evolui. Eu lembro do tempo que ter um notebook era o auge. Me recordo do dia em que ouvi um amigo falando: "meu sonho é ter um laptop, assim poderei anotar as coisas em todos os lugares em que eu for". Nos anos em que vivemos agora, carregar este tipo de equipamento é um trabalho danado. Por isso chegaram os tablets e smartphones para suprir esse peso que os computadores de colo estavam causando. E o que mais poderemos ver no futuro? Hoje eu já sinto que o meu iPad está incomodando e não é mais tão móvel assim... Os meus bolsos dóem só de pensar.

Eu não sei o que veremos daqui 20, 30 anos, mas tenho a certeza de que será incrível. As empresas de tecnologia estão trabalhando cada vez mais para lançar produtos sensacionais a cada 6 meses. Tudo está veloz. Tudo está lindo. Sou novo e passei por toda a evolução inicial, tendo a chance de observar bem de perto o que este futuro nos está preparando. E vejam bem, apenas comentei aqui sobre computadores e redes sociais. Temos ainda o cinema, os vídeo games, casas, cidades, meio ambiente, carros.

Meus amigos, tem muita coisa louca para acontecer e nós vamos poder ver tudo isso, se não batermos as botas antes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário