quinta-feira, 3 de maio de 2012

E se chovesse leite e as vacas dessem água?

Em toda a minha passagem neste planeta, posso dizer que fui uma pessoa que refletiu muito sobre as curiosidades que a vida nos proporciona. Com estes pensamentos sou capaz de criar filosofias que nenhum gênio jamais conseguiu. A razão disso? Porque eles não foram o suficientemente capazes de ver o que está além dos olhos, o que realmente importa na nossa vida. Analisar o comportamento humano? Fácil, é só observar. Mas, e se tudo no universo fosse invertido, como seriam as nossas vidas? É aí que entra o assunto do nosso texto.

O que eu refleti, em meu momento de epifania, foi a simples pergunta: "e se chovesse leite e as vacas dessem água?". Você pode até estar pensando que eu sou louco, fora da casinha ou qualquer outro adjetivo que me deixe muito triste, porém isso não vai acontecer, já que você será convencido logo de que tudo faz sentido. 


Vacas dando água:

Ao contrário do que você pode imaginar, não é o ato "urinante" que estamos falando aqui. É simplesmente a ação de o animal feminino do gênero bovino despejar por suas glândulas mamárias o líquido mais popular da Terra, depois da Coca-Cola. Vejamos, se os amigos agricultores fossem até seus estábulos e tirassem em seus baldinhos grandes quantidades de água e vendessem em saquinhos ou caixas no mercado, quais as implicações desta inversão teriam no mundo?


  • O chá dos ingleses não seria mais com leite e sim com água.
  • Tomaríamos água com Nescau.
  • Chocolate seria feito com água.
Chovendo leite:

Aqui está o verdadeiro problema. Seriam capazes as plantas sobreviverem com grandes quantidades de leite regando-as todos os dias? A minha resposta: sim, pois elas seriam feitas com um material genético específico para isso. Não é incrível? O mundo mudaria, mas nós nem perceberíamos isso.

  • Sairia leite das torneiras.
  • Rios seriam feitos de leite.
  • Mar seria feito de leite salgado.
  • Compraríamos leite de garrafinha.
  • Tomaríamos leite com gás.
  • Precisaríamos leite para sobreviver.
Como o mundo é fantástico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário