quinta-feira, 26 de abril de 2012

Quando alguém inicia um vlog

Eu já pensei em gravar vídeos e virar motivo de chacota na internet, porém nunca levei a ideia em consideração, porque sei como o mundo do YouTube é praticamente um pedaço do inferno em um formulário de comentários. Existe tanta gente inconveniente naquele site, que eu tenho medo de me tornar mais um destes. Vlog é algo sensacional, apesar de ter um nome muito idiota. Quando eu falo "vlog", quero envolver todos os canais que criam algo exclusivo para a internet.

Existe aquela galera que cria o tal do vídeolog para falar de suas vidas, temas polêmicos ou qualquer coisa que vier na cabeça. No Brasil, creio que seja tudo assim. E não é todo o dia que nós vemos alguém que crie um vídeo já com todos os conhecimentos de edição, câmera e o diabo a quatro que é de infindável importância para quem quer fazer sucesso com isso. Eu acredito que um vlog já começa com o pé direito quando tem a produção perfeita desde o vídeo inicial. Nunca fiz um, mas você pode notar que as pessoas têm mais paciência para ver algo com imagem HD e um áudio com volume razoável.


As pessoas estão cada vez mais exigentes e não aceitam que uma produção seja mal feita, só para dizer que tomou a iniciativa. Claro que existem os casos singulares, onde até uma gravação de webcam vira hit no Programa do Gugu, mas isso é raro. Muito raro.


Pior ainda é ter paciência de ver um novo canal onde o interlocutor já começa dando desculpas: "isso não é cópia de fulano"; "vou falar assuntos aleatórios" (aliás, todo vlogger brasileiro usa isso). É chato e me faz fechar a aba no momento em que acontece o fato citado.

Falar disso sem nunca ter feito parece estúpido, mas eu tenho todo um projeto montado em mente e nunca colocaria no ar se eu visse que seria uma completa porcaria. É por esse motivo que ainda vocês não viram vídeos meus circulando por aí.

Nenhum comentário:

Postar um comentário