sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Quando ter 18 anos é a principal meta de vida...

"Ah, quando eu for maior de idade tudo será diferente". A frase que mais escuto/leio em toda a história de nossa sociedade. Os amigos e amigas que são jovens desejam ter carro, ser independentes, beber até cair e não ter de ouvir os pais quando sabem que eles estão certos. De nada adianta querer ter tudo isso se não conquistar uma cabeça um pouco mais evoluída para tais responsabilidades. Partindo da ideia que você fala a frase citada acima, provavelmente não está inserido(a) no grupo de quem pensa com maturidade.

Peguei pesado nas palavras? Que pena. Na verdade eu também nunca fui a pessoa mais madura e responsável do mundo e nem acho que todos devem ser assim. Porém, o que eu penso é que essa sede por se livrar da "infância" é abdicar algo que você nunca mais terá de volta. A faculdade começa, será necessário pagar a gasolina, fazer compras, sair da frente da televisão, arranjar um emprego, pois de nada adianta querer "crescer" se nem isso você se propuser a colocar em prática.


Vamos ver como eu me saí nessa situação: nunca quis deixar de ser criança e ainda busco lá no fundo do meu cérebro manter um pouco daqueles anos que foram, de longe, os principais de toda a minha existência. Não tenho vontade de comprar carro ou aprender a dirigir, porque realmente não entendo a obsessão por conduzir um veículo automotor. Obviamente cansa andar a pé todos os dias, subir morro, mas eu só me tornaria um motorista licenciado se REALMENTE fosse impossível me virar de outra forma. Agora, gastar 10 mil num Chevete só para dizer que tem algo de 4 rodas para se mover... por favor.

Não quero criticar os desejos de ninguém, muito pelo contrário. Depois que você está nos 18 ou mais é que se dá conta que as coisas não são como imaginava. Querendo ou não você terá um carro, mas dirigirá com disciplina (a não ser que você seja um abobado que só pensa em som alto e "tunning", aí estou pouco me importando com a sua opinião neste site). Me refiro aos que antes almejavam tanto crescer e abriram os olhos quando isto aconteceu. Também perceberá que a faculdade não é um bando de marginal ao melhor estilo "American Pie" (de novo, existem aqueles que entram pensando assim, mas logo logo se dão conta que terão de estudar. Claro, a não ser que você esteja estudando o curso que eu desisti e na Universidade que eu fui).

Ser adulto não é fácil e todos os dias em que você acordar para ir trabalhar, pegando ônibus ou não, pensará nos momentos deitado no sofá 7h da manhã só para assistir desenhos animados. Amigos, como nós poderíamos ter dormido todo esse tempo.

Bobos são aqueles que querem sair da escola...

Nenhum comentário:

Postar um comentário