quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

The Fault in Our Stars, o livro mais aguardado do ano

Sabe-se muito bem que eu me tornei um assíduo leitor. Estou nesse rumo há uns quatro anos e posso dizer que é uma das decisões mais sábias que já fiz em toda a minha vida. Vou contar um pouco da minha história de não-leitor para poder ilustrar com mais detalhes o que eu vou falar no resto desse texto.

Como todo aluno chato e sem graça da escola, eu odiava pegar um livro nas mãos. Era irritante, perda de tempo e, o pior de tudo, "não tinha figuras". Meu pensamento ignorante não me deixava abrir a mente para que as histórias fluíssem com alegria em meu miúdo cérebro. Mas naqueles tempos eu gostava MUITO de escrever, sempre tinha vontade de desenvolver novas narrativas, dar vida aos meus personagens, porém não tinha a capacidade necessária para isso. Não que hoje eu tenha, mas a cada pouco melhoro muito mais. Terminei o colégio na lástima de ter lido no máximo um livro a cada dois anos, pois nem os obrigatórios eu me esforçava. Então escolhi jornalismo para ser a minha faculdade (ô vida cheia de decisões falhas), enfim, e todos os comentários eram: "um bom jornalista lê muito"; "nem estude se você não tiver sempre um livro em mãos"; "você precisa bagagem cultural"; esta última frase eu odeio com todas as minhas forças.

Tive que me converter, mesmo que contra a minha vontade, a mergulhar nas aventuras dos personagens fictícios. Botei na minha cabeça: "Eu vou ler e vou manter esse hábito para sempre, mas com uma condição: nada de pegar na biblioteca ou emprestado, todos serão meus". Foi o consumismo, talvez, que fez eu mudar a minha ideia sobre a literatura. É horrível pegar um livro cheio de pó, começa a dar uma coceira dos infernos (acho que tenho alergia) e sou obrigado a largar de mão, e pedir emprestado mata toda a magia, pois nada é melhor do que o livro limpinho e novo.

Resumindo: comecei com "O caçador de Pipas" e deste momento em diante toda a minha vida mudou completamente (sem exagerar).

John Green se tornou um dos meus autores preferidos, mesmo tendo lido apenas uma obra dele "Quem é você, Alasca?" (coisa mais sensacional do universo, indico muito para você). Conheci John e seu irmão, Hank Green, no vlog que eles mantêm atualizado no YouTube: VlogBrothers. Lá, eles conversam um com o outro e nos passam informações interessantes sobre a vida deles e suas opiniões sobre variados assuntos. Soube por intermédio deste canal que John Green estava escrevendo um novo livro e estava prestes a ser lançado: The Fault in Our Stars. Acompanhei de perto todo o processo e fiquei com muita, mas muita vontade de ler. Como nenhuma editora traduz as obras, somente o "Quem é você, Alasca?", me obriguei a adquirir em inglês mesmo (bom momento para treinar o segundo idioma).

Abaixo quero que você dê uma olhada nos vídeos e em seguida nos links para comprar o livro. Li algumas reviews sem spoilers e digo que será épico.





Compre na Livraria Cultura: The Fault in Our Stars;
Se preferir tem na Amazon: The Fault in Our Stars.

Eu não ganho nada com os links, é apenas uma utilidade pública. :-)

E como dizem na minha cidade natal: Don't forget to be awesome! DFTBA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário