quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Graystone #5.2: Tudo estava dando certo... estava


Eles entraram na pequena casa e atiraram Peter no sofá. Começaram a discutir o que poderiam fazer com ele:

- Olha só, esse menino conseguiu invadir a cidade de algum jeito, pegou essas moedas e agora está dando uma de filho de Augor. Não podemos deixar ele aqui, imagina se o mestre deles descobre o que ele acabou de fazer?



- Você tem razão, Steve, não temos como manter esse garoto aqui. Ele arruinou todos os nossos planos de roubar as moedas e ficarmos milionários.

- Ei, quem são vocês? - pediu Peter.

Ninguém respondeu.

- Precisamos ir embora agora.

- É impossível! Essas horas Augor já deve ter notado o sumiço de todo o tesouro. Ele vai nos encontrar de qualquer jeito. Bom, vamos explicar tudo para este peste.

Eles se olharam e se viraram para Peter, que percebeu que um dos meninos que se denominava Steve tinha cabelos longos e negros, usava roupas pretas. O outro garoto, sem nome, era loiro com olhos verdes, tinha um óculos quadrado sem lentes.

- Você fez uma coisa muito, mas muito ruim, meu caro amigo. Você roubou o tesouro do maior senhor daqui desta cidade, ele é o chefe de tudo. Tem templos em seu nome.

- Só por causa daquelas estúpidas moedas? - debochou Peter

- Estúpidas? Essas moedas são as coisas mais valiosas que você pode encontrar em qualquer lugar do universo. - falou Jeff, o outro garoto.

- Bom, mas... Ele é mau ou algo assim?

- Mau? Ele é a pior coisa que existe em todo o mundo, assim como todas essas pessoas que vivem aqui.

- Então, quem são vocês?

- Nós viemos de Graystone, e estávamos tentando roubar o ouro para deixar nossa cidade mais rica. - disse Steve.

- Espera aí! Graystone? Eu estou tentando ir para lá há mais de um mês!

- Nós sabemos. Robert avisou toda a cidade que estava levando um menino novo para lá.

- Então vocês podem me levar? - Peter encheu-se de esperança.

- Poderíamos, se nosso plano tivesse funcionado. Agora você será procurado eternamente por Augor. Veja bem, existem duas cidades que ficam escondidas no meio do nada: Graystone é uma e Silverstone, na qual estamos agora. As duas são exatamente iguais, porém uma é maravilhosa e a outra é esse lixo que você já viu aí. Não podemos sair, pois não sabemos como. Uma vez que você entra, é necessário encontrar o lampião que serve como porta e muitos dizem que o único que tem acesso para fora é Augor. Ele carrega o lampião com ele.

- Então vamos pegá-lo.

Quando Peter terminou de dizer a sua frase, uma flecha coberta de fogo entrou pela janela da cabana e atingiu a parede, começando um incêndio. Então eles o viram, Augor estava vestido com uma capa preta e um capuz que cobria seu rosto. Estava em pé, com um arco e flechas posicionado para matar os três, sem piedade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário