quinta-feira, 9 de junho de 2011

As peripécias de um universitário #2: A mesma alegria

O segundo semestre havia chegado e nada havia mudado até nesse ponto. Apenas o fato de que ele não era mais calouro, e sim, veterano.



Muita coisa acontecera em todo esse novo mundo de estudante, e nada o fazia pensar que seria diferente dali por diante. As provas do semestre chegaram, os trabalhos tortuosos e extremamente chatos começavam a saltitar pelas mesas das salas de aula.

A dedicação era enorme, o desempenho do aluno era invejável. Ele nem ao menos tinha preguiça de sair de casa e ir até a sua maravilhosa faculdade só para ter alguns minutos de aula.

Quando tinha palestra, lá estava ele na primeira fila prestando atenção e anotando tudo o que era necessário para o seu futuro naquela difícil e desvalorizada profissão. Não aceitava piadas sobre o seu curso e defendia com unhas e dentes quem ousasse ofender aquela preciosa peça de conhecimento.

Alguns dizem que ele até imprimia todos os slides das aulas para estudar.

Mas será que todo este sonho realmente se tornaria realidade? Será que toda essa euforia, ilusão (talvez) e vontade de estar lá era verdadeiramente aquilo que ele se interessava? Ele não havia feito essas perguntas até o momento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário