quinta-feira, 31 de março de 2011

“Rá! Primeiro de Abril.”

Que frase irritante, meus amigos e minhas amigas. Desde que passei a ter noção da minha existência e, infelizmente ou não, comecei a estudar, toda a vez que a data mágica, boba, engraçada, malandra chegava, todo mundo ia o delírio.

Eram colegas exercendo o maior pico de criatividade somente para enganar o amiguinho. E, senhoras e senhores deste blog, vocês acreditam que muitos até mesmo ficavam pensando em histórias - quase verídicas - no dia anterior? Inclusive eu fazia isso, mas não vem ao caso.

A verdade é: o tempo passou e ninguém mais dá bola para esse tipo de coisa. Talvez agora, com a volta da internet, a demanda de piadistas do twitter, e a massificação dos trolls, isso volte. Já voltou, na verdade.

Google pregando peças nos usuários de suas redes sociais e serviços. Galera matando famosos, apresentadores do Globo Esporte fazendo trocadilhos: “que chute feio! Se o jogo fosse no dia primeiro de Abril até dava para pensar que foi pegadinha do jogador.”

Mas é uma data legal. Muitos gostam, outros odeiam. O que importa é que, no fim tudo acaba e ninguém se lembra mais, só no ano que vem. Talvez até eu escreva este texto de novo.

Bom, fica a lembrança desse dia divertido. Afinal, que graça tem a vida se não para contar piadas?

Um abraço, e vou me matar ali.

Rá! Primeiro de Abril.

Nenhum comentário:

Postar um comentário