quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Somos mais consumistas nas férias?

Neste blog eu falei muito de consumismo, principalmente no Natal e Ano Novo, onde a maioria das pessoas se esbalda em comidas e presentes caríssimos, nada mais do que inflar o ego e quem sabe passar uma boa aparência aos que assistem tudo de fora.

Agora o meu assunto principal é “consumo nas férias”. Sabemos que, quando saímos para a praia ou uma cidade bonita, diferente, talvez até a Europa, estamos à mercê de todo o tipo de compras e maravilhas. Afinal, quem não gosta de saciar-se com um bom produto, não é mesmo? E devo dizer que tudo isso não passa de mais um fruto da inutilidade que vive dentro em nós, necessariamente têm muitas coisas que não precisariam ser adquiridas.

Um exemplo: você está todo serelepe e saltitante nas ruas de uma praia, não quer tomar banho de mar essa hora porque o sol está muito forte e você não quer ter queimaduras. Pois bem, vamos OLHAR as lojas? Claro. Todos caminham gloriosamente com seus bolsos cheios de dinheiro, e mesmo dizendo: “oi, eu só entrei para dar uma olhada”, você irá comprar algo, nem que seja o mínimo. Depois de um ou dois dias estes produtos já não são mais úteis e acabam no esquecimento acumulando pó.

Se fosse esta mesma história na sua cidade, no seu dia-a-dia, você entraria na loja: “oi, só entrei para dar uma olhada”, sairia e a vendedora ficaria lhe encarando com uma face de serial killer.

Não estou julgando ninguém por comprar ou não, cada um é dono do seu próprio dinheiro e trabalha para isso. Até faz bem passar um pouco dos limites nas férias e ter uma viagem tranquilia e animada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário