segunda-feira, 22 de novembro de 2010

O ser obsessivo

Eu preciso muito comer chocolate. Não, não. Eu preciso muito ir tomar alguma bebida. Deixa para lá, eu preciso muito encontrar alguém para ficar junto e nunca deixar essa pessoa se relacionar com ninguém, a não ser comigo. Eu necessito demais comprar uma televisão de 40 polegadas, muitas roupas, muita comida. Eu não aguento essa sujeira na minha casa, preciso limpar, limpar, limpar.


Alguma vez você já viu alguém fazendo isso, não é? Sim, trata-se da obsessão.

Pessoas com este “problema” são difíceis de lidar, elas não param um segundo com suas manias e loucuras, querendo sempre ter o que desejam mesmo parecendo ser impossível. Exemplo clássico é o casal apaixonado: um dos dois não pode ver o companheiro (a) se envolvendo, mesmo que por amizade, com outra pessoa. Ela OBRIGA o seu parceiro (a) a ficar somente com ELE (a). Obsessão, muitas vezes diagnosticado por ciúmes ou até mesmo “grudento”.

Mas não é somente este exemplo que conhecemos. Há aqueles que gostam de limpar a casa a cada cinco minutos, se não fazem isso começam a ter alguns disparos de ansiedade muito grandes. Podemos colocar no mesmo grupo as pessoas que têm mania de deixar tudo muito organizado. Estas não fazem nada até tudo estar como elas gostam.

Também conhecemos os obsessivos por compras e consumo: creio que nisso se encaixa muita gente, e este é um dos males da maioria da sociedade, pois gastam mais do que podem pagar e acabam endividando-se.

Como sempre digo, não sou psicólogo nem entendo muito do cérebro humano, mas se você conhece alguém com sintomas parecidos, indique tratamento. É evidente que este é um problema psicológico que deve ser analisado com muito cuidado.

 __

Palavra: Obsessão - Indicada por Thaa_Oy


Nenhum comentário:

Postar um comentário